MARCO TULIO DUARTE

Cooperativismo e a geração de emprego

Publicado em

OPINIÃO [email protected]

O cooperativismo de crédito tem a capacidade de gerar transformações positivas na sociedade na retomada pós-pandemia.

Esta é uma das bases da economia brasileira que tende a seguir em ascensão, visto que a crise fez com que mais pessoas se aproximassem e interessassem pelo modelo de soluções coletivas. Um exemplo disso, é a geração de emprego.

Enquanto bancos convencionais fecharam agências e diminuem oferta de vagas, as cooperativas estão na contramão.

Segundo levantamento do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged), entre março de 2020 e fevereiro de 2021, as cooperativas geraram mais de 3 mil novos postos de trabalho.

A tendência para esse ano é aumentar não apenas essas vagas, mas também os cooperados e a popularidade deste modelo de união.

Apenas no Brasil, cerca de 50 milhões de pessoas dependem direta ou indiretamente do sistema como fonte de renda.

E esses números comprovam a relevância das cooperativas para o mercado. Considerando o período entre 2014 e 2018, houve um crescimento de 17,8% na geração de empregos em função do cooperativismo.

Leia Também:  Você já foi vítima da engenharia social?

As oportunidades preenchidas chegaram a 425,3 mil em 2018. Os dados são do Anuário do Cooperativismo Brasileiro 2019, publicação da OCB.

Seguindo essa tendência, a Cooperativa Sicredi Integração MT/PA/AP completou 100 contratações somente nos primeiros meses de 2022.

É uma felicidade para nós, sabermos que, além de impactar a vida dos mais de 71 mil associados, também estamos promovendo crescimento e desenvolvimento para nossos colaboradores e suas famílias em cada município onde estamos.

Um recurso que impacta não somente a vida do indivíduo, mas que gera riqueza e renda para toda a região.

A Cooperativa Sicredi Integração MT/AP/PA é uma instituição financeira cooperativa associada ao Sistema Sicredi S.A comprometida com o crescimento e desenvolvimento dos locais onde atua.

Com mais de 65 mil associados, está presente em mais de 30 municípios.

Vale destacar ainda que o sistema Sicredi está presente em mais de 1,5 mil municípios, e conta com mais de duas mil agências e 30 mil colaboradores.

Ao todo, são mais de cinco milhões de associados em 108 cooperativas de crédito espalhadas por todo o país, um cenário que possibilitou apenas nos últimos 12 meses, a viabilização de mais de cinco mil postos de emprego nas mais diversas áreas.

Leia Também:  Sine Municipal começa a semana com 474 vagas de emprego nesta segunda-feira (25)

Tantos índices positivos demonstram, na prática, os benefícios do cooperativismo. A horizontalidade da participação permite que todos tenham voz ativa.

Isso faz com que as demandas sejam levadas a sério e pautem decisões coletivas.

O resultado é uma abordagem na qual o crescimento econômico anda junto com o desenvolvimento de cada indivíduo da sociedade.

COMENTE ABAIXO:
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

OPINIÃO

Venha construir um mundo melhor!

Publicados

em

Já parou para pensar no significado da palavra cooperativismo? Em alguns dicionários podemos encontrar a definição da palavra como um sistema econômico que faz das cooperativas a base de todas as atividades de produção e distribuição de riquezas.

E é nessa essência de que todos ganham que quero falar neste dia 2 de julho, data na qual se comemora o Dia do Cooperativismo. 

Estamos em um período de pós-pandemia, momento em que as pessoas perceberam o quanto a coletividade é necessária para o bem-estar de todos.

E no cooperativismo de crédito não é diferente. Ele tem a capacidade de gerar transformações positivas, principalmente nesta fase de retomada da economia.

Muito se fala da necessidade de gerar renda e uma das premissas é justamente o emprego. 

Segundo levantamento do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged), entre março de 2020 e fevereiro de 2021, o setor gerou mais de 3 mil novos postos de trabalho.

E isso, enquanto bancos convencionais fecharam agências e diminuíram a oferta de vagas.

Mas a tendência para 2022 é aumentar não apenas essas oportunidades de trabalho, mas também o número de cooperados e a popularidade do modelo. 

E por que isso? Porque é uma das bases da economia brasileira e que tende a seguir em ascensão, agora, mais do que nunca.  As cooperativas de crédito prezam pelo atendimento personalizado e ainda trabalham para garantir que o recurso seja aplicado na comunidade.

Leia Também:  Sine começa a semana com 570 vagas de emprego; confira as oportunidades

Seja com a distribuição dos lucros entre os associados, com ações sociais, patrocínios a eventos e atletas, qualificação profissional e ainda, claro, gerando ocupações de forma direta ou indireta. 

Atualmente, o Sicredi conta com 5,5 milhões de associados, oferecendo soluções financeiras para agregar renda e contribuir para a melhoria da qualidade de vida da sociedade.

Entre os cooperados vinculados ao Sicredi Integração MT/AP/PA são 75 mil pessoas, que estão presentes em 33 municípios nos estados de Mato Grosso, Pará e Amapá. E é com essa perspectiva que crescemos em ritmo acelerado. 

Em 2021, nacionalmente a instituição registrou crescimento de 36,9% na carteira de crédito, totalizando R$ 133,1 bilhões. Deste total, cerca de 35% foi para associados do setor rural, 34% para pessoas jurídicas e 31% para pessoas físicas.

Números esses que fazem com que essa riqueza circule, movimentando a economia local, gerando emprego e aumentando a capacidade de compra dos cidadãos. Ou seja: o dinheiro não sai da comunidade. 

Ele é injetado de volta na região, auxiliando no desenvolvimento interno. Direta ou indiretamente, toda a população é beneficiada. Assim, o papel social do cooperativismo de crédito se torna ainda mais forte.

Só que não é só isso. Os números do Sicredi crescem em sintonia com os atos de impacto social e compromisso com o desenvolvimento sustentável. 

Leia Também:  Dante de Oliveira: um símbolo democrata que inspira gerações

A instituição tem preocupação com a questão ambiental e investe para estimular a economia verde, além de ter neutralizado 100% das suas emissões de gases de efeito estufa por meio do apoio a cinco projetos alinhados aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU).

E o Dia Internacional das Cooperativas, o CoopsDay, comemorado anualmente no primeiro sábado de julho, tem justamente o objetivo de divulgar essas ações e fortalecer as parcerias deste movimento para garantir seu crescimento.

A data foi proclamada pela Assembleia Geral das Nações Unidas na sua resolução 47/90, de 16 de dezembro de 1992.

No entanto, ela foi comemorada pela primeira vez em 1995, uma vez que tinha o intuito de assinalar o centenário da criação da Aliança Cooperativa Internacional.

E em 2022, o tema escolhido foi “Cooperativas constroem um mundo melhor”, que tem como objetivo mostrar, mais uma vez, a contribuição única das cooperativas para tornar esse objetivo realidade, com um marco especial porque a data mais importante para o sistema cooperativista completa 100 anos.

Então, é com muita alegria e confiança de dias melhores que convido a todos a fazer parte deste mundo de cooperação, para que possamos crescer juntos e construir um mundo melhor!

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

PODERES

POLÍCIA

GERAL

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA