ÚLTIMAS NOTÍCIAS

EMANUEL PINHEIRO

Dia do Médico

Publicado em

OPINIÃO [email protected]

Hoje, 18 de outubro, celebramos o dia dos  profissionais que trabalham  obstinadamente em prol da saúde da população.

O Dia do Médico é uma data que precisamos reconhecer e comemorar, honrando o empenho de cada um, de cada profissional que deixou de lado aqueles a quem  amava para cuidar dos pais, filhos, mães e irmãos de outras famílias, na maior crise sanitária já vivenciada.  

Nestes últimos dois anos entendemos, frente a mais de 600 mil mortes no país, que a nossa maior riqueza é a saúde e o ofício dos médicos passou a ser ainda mais determinante.

É difícil expressar o sentimento de gratidão a estes profissionais, principalmente neste momento de pandemia que ainda nos encontramos. 

Desde março de 2020, quando os primeiros casos de Covid19 começaram a surgir em Cuiabá, os  médicos de todas as redes, mesmo sem conhecimento frente um inimigo tão devastador, se encheram de coragem, se reinventaram e disponibilizaram toda sua sabedoria na batalha contra um vírus que já se apresentava letal em países que foram afetados antes do Brasil. 

Ao passar dos meses, com o aumento dos casos e o agravamento das condições de saúde dos pacientes, os médicos passaram a ser cada vez mais demandados.

Além de precisarem dar conta dos hospitais cheios, tanto nos públicos quanto nos privados, ainda precisaram conviver com o medo de levar o vírus para casa e infectar seus familiares. Para estes profissionais, a insegurança era ainda maior. 

O meu muito obrigado não se restringe apenas aos médicos que cuidaram dos pacientes de Covid-19 nesse período.

Jamais deixaria de registrar o meu respeito a todos aqueles que se mantiveram atuantes na atenção primária.

O trabalho de todos foi e continua sendo essencial, pois as outras doenças não deixaram de existir durante a pandemia. Seguiram cuidando da população. 

Mesmo com avanço da vacinação, sabemos que as demandas são inúmeras, mas temos a ciência de que continuam a prestar o seu melhor atendimento, de que não irão esmorecer frente as inúmeras urgências que lhe são impostas.

São verdadeiros heróis, e, como prefeito de Cuiabá, agradeço em nome da população a todos os médicos por tudo o que têm feito por nós.

Agradeço em nome da população de Cuiabá, dos quase 700 mil moradores de nossa amada terra que vocês ajudam a cuidar todos os dias.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Noite de premiação é noite de festa
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OPINIÃO

Estratégias de comunicação para 2022

Publicados

em

As luzes de natal são enfáticas; o ano está acabando. O descerramento de mais um ciclo é – invariavelmente – sinônimo de balanço.

E a aproximação de um ano novinho em folha, claro, nos remete às velhas resoluções. Sabe do que estou falando, né?

Aquela velha dieta que não saiu do papel, aquele curso que não deu certo, a mudança de emprego que não chegou, novos hábitos, enfim. É hora de traçar novas metas e objetivos. E você já sabe como vai se posicionar no mercado em 2022?

O desenho de um ano novo cheio de promessas passa, necessariamente, pela boa elaboração de um Plano de Comunicação Estratégica para você, profissional liberal ou empresa.

Essa ferramenta visa, antes de mais nada, definir um roteiro pelo qual, pessoa física ou jurídica, deverá se guiar, buscando refletir em sua imagem pessoal ou corporativa a melhor expressão da comunicação com seu público.

O Plano de Comunicação Estratégica é fundamental para unificar a mensagem de sua marca, tanto aos colaboradores quanto o público-alvo, que conhecerão a personalidade, os valores e os objetivos embutidos no conceito da marca.

Além de permitir planejar os recursos empregados – desde financeiro, materiais à humanos – de forma ordenada e estratégica.

Nele, os objetivos a serem alcançados são claramente estabelecidos, fornecendo uma ordem das tarefas e ações a serem realizadas.

Dentre as vantagens oferecidas pelo Plano estão o ganho de visibilidade, credibilidade e reputação. A máxima de que o produto se vende sozinho não passa de anedota.

Se não houver uma boa história por trás dele, certamente não permanecerá vivo por muito tempo. Sobretudo em tempos digitais, onde os questionamentos surgem de todos os lados, com urgência enorme por respostas.

Se sua empresa ainda não está na internet pelas suas mãos, estará muito em breve pelas mãos de terceiros.

Portanto, escolha cuidar da sua imagem ou da sua empresa. Se não, outros cuidarão dela, se já não estão cuidando.

Lembre-se: 2022 está chegando! E você, já sabe como quer ser visto ou lembrado no ano que vem? Então está na hora de pensar nisso.

Hugo Fernandes é jornalista, especialista em Comunicação Estratégica e Marketing Político.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Noite de premiação é noite de festa
Continue lendo

PODERES

POLÍCIA

GERAL

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA