ÚLTIMAS NOTÍCIAS

SÁVIO PEREIRA

Noite de premiação é noite de festa

Publicado em

OPINIÃO [email protected]

Sabemos que a pandemia ainda não acabou, porém com a redução dos casos e das mortes por Covid-19 com o avanço da vacinação, nos abre uma ‘brecha’ para senão voltarmos a normalidade das noites de festas glamorosas podemos ao menos fazer um evento adaptado seguindo todas as normas de segurança exigidas como o distanciamento de mesas para se comemorar o Prêmio Qualidade Brasil.

Acho sim que temos direito de reunir os amigos, talvez a hora do abraço apertado ainda não chegou, mas do encostar de dedos com um cumprimento cheio de carinho já está valendo.

E não há como não unir o útil ao agradável rever os amigos em ritmo de festa. Alguns não mais que nos foram arrancados pela pandemia. Outros não tão alegres pelas pessoas de sua família que foram levadas pela Covid-19. Mas estamos vivos e sobrevivemos.

E nesse cenário, os premiados da noite então são os verdadeiros vencedores. Que viram na dificuldade uma oportunidade de inovar o seu negócio e se manter no mercado de negócios.

Seja criando produtos novos, como pacotes promocionais ou ainda abrindo novos negócios, novas trajetórias de trabalho e por isso vão participar do Prêmio Qualidade Brasil que está em sua 9ª edição.

Com certeza essa edição será diferente de todas. Pelo adiamento da 41° edição do Prêmio em São Paulo ficou confirmado que Cuiabá  vai sediar a edição nacional. Está previsto a entrega de 5 certificações com presença de uns 40 convidados ilustres vindos de outros estados para abrilhantar ainda mais a nossa festa. 

Sávio Pereira é apresentador televisivo e coordenador geral do Prêmio Qualidade Brasil em Cuiabá

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  A tecnologia sul-coreana beneficiando o mundo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OPINIÃO

A advocacia mato-grossense tem uma oportunidade histórica com Gisela Cardoso na OAB-MT

Publicados

em

Quando noticiaram que a doutora Gisela Cardoso aceitou se colocar à disposição da advocacia mato-grossense para liderar a Ordem do Advogados de Mato Grosso – Seccional Mato Grosso (OAB-MT) como presidente, algo me chamou a atenção de forma muito positiva e logo pensei: “será que chegou a hora da OAB-MT ter uma presidente com a fortaleza desta mulher?”.

Pois é, colegas, a resposta é sim. Tudo tem sua hora e Agora é Ela. Acredito que chegou a hora de termos uma colega advogada na liderança da Ordem dos Advogados do Brasil –Seccional Mato Grosso depois de 28 anos.

Conheço a doutora Gisela desde quando ela começou a advogar e posso informar e afirmar que a história de vida de Gisela Cardoso é digna de ser contada, pois ela chegou em Cuiabá quase menina para estudar e  trabalhar para pagar os próprios  estudos.

Pude observar a doutora Gisela se tornar uma líder, uma profissional competente, séria, ética, pois como advogada se dedicou a advocacia trabalhista, ao magistério e depois começou a servir à classe na OAB-MT.

Ao contrário de alguns comentários misóginos que ouço, e que muito me entristecem, a colega Gisela não foi forjada por alguém: ela é líder, ela é Gisela Cardoso! Ao invés de desqualificar a intenção legítima desta colega advogada, seria melhor que opositores focassem nas propostas e metas.

Eu falo isso porque não é fácil a jornada para uma eleição da Ordem, principalmente para uma mulher, e quanto a isso não existem dúvidas, pois quem já se candidatou entende o que falo.

Acontece que a pré-candidatura da doutora Gisela Cardoso contraria a cultura eleitoral na OAB-MT, pois é mulher, não vem de família tradicional no Direito, não tem escritório com uma banca grande, não tem ligação política partidária, não é bajuladora e muito menos demagógica. Portanto, uma candidata atípica. Tenho certeza que muitos e muitas colegas se espelham nela.

A colega Gisela é uma de nós, ela nos representa, ela me representa porque sua história se confunde com a minha e de tantos advogados e advogadas que conhecemos.

É importante dizer que estar a serviço da sociedade e a serviço da advocacia não é uma tarefa fácil para nós mulheres, uma vez que as renúncias são maiores e as cobranças também.

Quem discursa ou comenta que a doutora Gisela será presidente de fachada com certeza não a conhece e comete uma indelicadeza sem precedentes, porque antes de ser candidata ela é nossa colega. Não se esqueçam disso, ela tem personalidade própria, propósito e é única. Assim, não cabem comparações.

Temos uma oportunidade histórica nestas eleições: a OAB-MT pode ser liderada por uma profissional competente e mulher. Não devemos abrir mão desta oportunidade, principalmente por conta de discursos infundados.

A pré-candidata Gisela Cardoso apresenta as habilidades necessárias ao cargo, além do conhecimento específico do sistema OAB e conhece quais as dificuldades a serem enfrentadas no pós-pandemia.

Além da pré-candidatura de Gisela Cardoso, o movimento que ela lidera está florescendo e fortalecendo em todo Estado, com inúmeras pré-candidaturas de colegas advogadas em subseções relevantes em nosso Estado e um enorme apoio de advogadas e advogados.

Por isso, colegas, a doutora Gisela Cardoso tem o meu apoio e respeito. A oportunidade é agora.  Agora é Gisela! Vamos crescer este lindo Movimento “Advocacia Unida, Avanço Presente”.

Ana Lúcia Ricarte é advogada há 27 anos e diretora da Associação Brasileira de Advogados em Mato Grosso (ABA-MT).

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  O fisco não é onipotente, onisciente e onipresente
Continue lendo

PODERES

POLÍCIA

GERAL

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA